Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Ubuntu’

O R é uma linguagem e ambiente de computação gratuíto com toneladas de pacotes estatísticos e outros tantos. É uma ferramenta importante para análise dados e construção de modelos. Instalar o R no Ubuntu requer algumas etapas.

A primeira é adicionar um repositório que contenha os arquivos de instalação do R. Visitando a página oficial do R, http://www.r-project.org/ , é possível encotrar vários endereços de repositórios espalhados pelo mundo. A vantagem de ter o endereço de um repositório é que o Ubuntu automaticamente reconhece e instala eventuais atualizações. Então, uma maneira de fazê-lo é abrir o Update Manager (figura abaixo) e clicar em settings. Na aba de outros softwares, clicar em adicionar e digitar o seguinte endereço:

deb http://<my.favorite.cran.mirror>/bin/linux/ubuntu precise/

No lugar do <my.favorite.cran.mirror>, substitua pelo repositório. Eu escolhi o repositório do LEB da Universidade de São Paulo http://www.vps.fmvz.usp.br/CRAN/ , pois é próximo e tão atualizado quanto os demais. Poderia ser o da Universidade da Califórnia, cran.stat.ucla.edu, por exemplo, o resultado final é:

deb http://cran.stat.ucla.edu/bin/linux/ubuntu precise/

Agora é fechar a janela de settings e clicar em check. Por vezes, aparece um erro de chave pública e a atualização do repositório que acabamos de adicionar não é concluída. Supondo que foi utilizado o endereço da UCLA, o erro seria esse aqui:

W: GPG error: http://cran.stat.ucla.edu precise/ Release: The following signatures couldn’t be verified because the public key is not available: NO_PUBKEY 51716619E084DAB9 .

Para corrigir isso é necessário recuperar uma chave. Para o caso do espelho da ucla, temos que digitar no terminal os comandos:

gpg –recv-key 51716619E084DAB9
gpg –export –armor 51716619E084DAB9 | sudo apt-key add –

O número 51716619E084DAB9 é extraído da mensagem de erro, ou seja, outro repositório tem outra chave.

Por fim, é só abrir o Ubuntu Software Center e instalar o R. As atualizações serão automáticas.

Anúncios

Read Full Post »

Com o Cairo é possível produzir imagens alta qualidade em diferentes formatos. Instalar esse pacote para o R no Ubuntu foi pode ser um pouco problemático, considerando que eu nunca tive problemas com esse tipo de coisa. A soluçõa para esse problema foi bem simples, no terminal, instalar as bibliotecas:

sudo apt-get install libcairo2-dev
sudo apt-get install libxt-dev

E pronto!

(Fonte: http://groups.google.com/group/rapache/browse_thread/thread/df9958ec1e96c2b9/7226805f11e94b14?pli=1)

Só para dar um exemplo da utilização do Cario, eu criei uma rede direcional com o pacote igraph e simulei um modelo epidêmico SI (suscetível/infectado) bem simples. Com as imagens, eu animei com o imageMagick. Abaixo, o resultado.


Resumidamente, o código é o seguinte:

# indicar o caminho da pasta do onde serão armazenados as imagens, necessário para rodar o comando system(), abaixo
setwd("caminho do diretório");

# carregando o pacote
library(“Cairo”);
for(i in 1:tempo){

#rotina dentro do loop…

# produção das imagens
CairoPNG(paste("caminho do diretório", "/", sprintf("nome%04d.png", i), sep=""), width=400, height=400);
plot(...);
title(main="título", font=2);
dev.off();
}
# convertendo as imagens num gif animado, esse comando é executado fora do R
system("convert -delay 20 *.png gif_animado.gif");
# agora, excluindo as imagens da pasta (opcional, é claro)
file.remove(list.files(pattern=".png"));

Eu sei que é possível criar animações com o pacote animate, sem precisar executar o imageMagick, mas decidi pelo imageMagick só por praticidade.

Read Full Post »